Bem Vindo  Siga-nos

Retrospectiva 2020 Esclerose Múltipla Brasil 1

Retrospectiva 2020 Esclerose Múltipla Brasil

2020 foi um ano desafiador: muitas surpresas, mudanças de rotina e desafios para todos. Muita coisa aconteceu aqui no Esclerose Múltipla Brasil também e queremos compartilhar esta retrospectiva dos momentos que marcaram a nossa jornada.

Com a chegada da pandemia pela COVID-19 no mês de março e a quarentena, preparamos prontamente um conteúdo específico devido a preocupação com a saúde mental e também sobre o tratamento para esclerose múltipla durante a pandemia , tendo sido estes temas abordados com mais profundidade nos dois primeiros cursos online gratuitos do nosso EAD: “Saúde Mental em Tempos de Pandemia” e “Implicações no Tratamento da EM frente à COVID19”.

Ainda este ano disponibilizamos mais dois cursos: “Fisioterapia na Esclerose Múltipla” e “Introdução à dieta MIND para Condições Neurodegenerativas”, cada um deles com especialistas em suas respectivas áreas. Durante o período de recesso de final de ano estamos trabalhando na plataforma de EAD para modernizá-la e deixá-la mais intuitiva. Logo os cursos estarão liberados novamente, já antecipando boas novas para 2021.

Produzimos conteúdos no blog e lives no Instagram, no qual recebemos convidados especiais para falar de temas relevantes como Sono, Líquor, Dietas atuais, Diagnóstico, entre outros.

Destaques

Recebeu destaque a chegada no Brasil neste ano de 2020 da pesquisa das cadeias leves livres no líquor, teste novo que complementa a pesquisa das bandas oligoclonais usada no diagnóstico da esclerose múltipla. Algumas pessoas que são negativas para bandas oligoclonais podem ser positivas para o novo teste, que já está disponível no Rio de Janeiro e aos poucos outros laboratórios nos demais Estados deverão estar aptos para o realizarem.

Com o avanço da pandemia pela COVID-19 muitas incertezas surgiram, especialmente sobre o impacto dos medicamentos imunomoduladores e imunossupressores usados para impedir surtos e a progressão da EM. Felizmente, em linhas gerais, estudos apontaram segurança no uso destes medicamentos, incluindo alguns considerados de “alta eficácia”, como o ocrelizumabe.

Inauguramos nosso canal do YouTube, que se aproxima de 1000 inscritos, por onde transmitimos o primeiro “Congresso Esclerose Múltipla Brasil”, nesta edição focado exclusivamente para pacientes e familiares, contando com grandes neurologistas especialistas além da participação das Associações de Pacientes ABEM e AME, discutindo temas bem relevantes, como acesso aos medicamentos e a jornada do paciente em sua busca online por informações.

Temas bastante atuais foram discutidos, como diagnóstico, formas da esclerose múltipla e ainda uma discussão sobre a fase progressiva da doença, tratamentos específicos e os medicamentos sintomáticos, como o uso do canabidiol e do THC, derivados da Cannabis, usados para espasticidade e dor. Claro, não pudemos deixar de abordar o tema COVID-19 e as dúvidas sobre as vacinas. Todas as aulas já estão editadas e liberadas lá no YouTube. Assista, participe e inscreva-se no canal!

Quantas conquistas tivemos juntos com vocês! Por isso só temos a agradecer por nos assistir, curtir, apoiar e compartilhar. Acreditamos que a CONSCIENTIZAÇÃO de todos é parte fundamental do tratamento e este é nosso compromisso.

Queremos convidar você a continuar conosco em 2021, no qual traremos ainda mais novidades: em breve teremos uma nova plataforma de ENSINO ONLINE, atualizada e intuitiva. Estamos trabalhando com muita inspiração para construir o próximo ano junto a você.

Aproveitamos para desejar um ótimo final de ano a todos e um 2021 de esperança, reinvenção e concretização de sonhos.

Muito obrigado por estar aqui!

Abraços,
Dr. Thiago Junqueira
Dr. Rodrigo Kleinpaul

4.2 5 votes
Avaliação do Artigo

Doutorado em Ciências (Neurologia) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É atualmente Professor Adjunto do curso de Medicina da Escola Bahiana de Medicina. Em sua formação possui Pós-graduação em Nutrologia pela ABRAN. Membro Titular da Academia Brasileira de Neurologia.


Neurologista e pesquisador do Centro de Investigação de Esclerose Múltipla da Universidade Federal de Minas Gerais (CIEM-UFMG). Possui Doutorado em Medicina pela UFMG, com ênfase em Esclerose Múltipla.

Assinar
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments