Você está em Home » Artigos
Artigos

Gilenya, primeira terapia oral imunomoduladora para esclerose múltipla

Em setembro de 2010 foi aprovado, nos EUA, o primeiro medicamento oral imunomodulador para tratamento da forma recorrente-remitente de esclerose múltipla, Gilenya. Posteriormente, o medicamento foi aprovado para uso na Europa e em outros países – incluindo o Brasil...

Como identificar um surto na Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma síndrome clínica de natureza inflamatória e desmielinizante que, em sua maioria, se manifesta sob a forma de surtos caracterizados por sintomas e/ou sinais neurológicos variáveis. As principais alterações observadas são a perda de força...

A importância do Magnésio na Esclerose Múltipla

O magnésio é um mineral encontrado nos alimentos com várias funções no organismo, incluindo: atuação na densidade óssea, formação de osso trabecular, relaxamento muscular, calmante natural, regulação do sono, participação da secreção de PTH e da ativação da vitamina...

Vontade de ser mãe. Mas… E agora?

As mulheres adultas em dado momento vital apresentam a vontade em estabelecer um vinculo de cuidados com outro ser humano. Este contato, para contar com a formação de empatia e maior tempo de estabilidade, responsabilidade, carinho e sentimento de...

Neurites ópticas atípicas

No artigo sobre neurite óptica, percebe-se que a neurite óptica relacionada a esclerose múltipla (EM) possui características típicas que diferenciam das outras doenças inflamatórias do nervo óptico. Entre estas características típicas, ressaltamos o grau de perda de visão (fica...

Fadiga na esclerose múltipla: causas e tratamento medicamentoso

“Fadiga” é o sintoma mais frequentemente relatado pelo indivíduo portador de Esclerose múltipla (EM), sendo reportado por 50-80% dos pacientes. Além da frequência elevada, para muitos pacientes este é considerado o sintoma mais incapacitante, dentre os demais. Mills e...

Conhecendo os mecanismos da esclerose múltipla

Durante muito tempo a Esclerose Múltipla (EM) foi considerada apenas uma doença autoimune, mediada por uma resposta inflamatória contra antígenos das proteínas componentes da bainha de mielina do SNC. Atualmente os pesquisadores reconhecem, além do componente inflamatório, a existência...